Ter par pra trepar


Da insustentável leveza by guigs
julho 7, 2007, 4:49 am
Filed under: Uncategorized

“Dizia consigo mesma, que o encontro deles desde o começo repousava num erro. (…) Embora se amassem, criaram mutuamente para si um inferno. Era verdade que se amavam, e a prova disso é que a falta não vinha deles próprios, mas da incompatibilidade entre ambos, porque ele era forte e ela era fraca. (…)

Mas era justamente o fraco que devia saber ser forte e partir quando o forte fosse fraco demais para poder ofender o fraco.

Era isso que dizia consigo mesma. (…)”

—–

“(…) foi também uma festa do ódio cuja estranha euforia ninguém jamais compreenderá.”

—–

“Tinha vontade de fazer alguma coisa que a impedisse de voltar atrás. Tinha vontade de destruir brutalmente todo o passado de seus sete últimos anos. Era a vertigem. Um atordoamento, um insuperável desejo de cair.

Eu poderia dizer que a vertigem é a embriaguez causada pela própria fraqueza. Temos consciência da nossa própria fraqueza e não queremos resistir a ela, mas no abandonar a ela. Embriagamo-nos com nossa própria fraqueza, queremos ser mais fracos ainda, queremos desabar em plena rua à vista de todos, queremos estar no chão, ainda mais abaixo que o chão.”

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: